JOGOS OLÍMPICOS – REFLEXO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL

Jogos Olímpicos - reflexo da sociedade internacional
Legislação para viajantesLeave a Comment on JOGOS OLÍMPICOS – REFLEXO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL

JOGOS OLÍMPICOS – REFLEXO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL

Jogos Olímpicos – Reflexo da Sociedade Internacional. Sem sombra de dúvda, os eventos esportivos fazem parte da história. Aliás, cada um de nós tem suas lembranças. Seja como atleta, torcedor ou mero espectador.
As competições acirram os ânimos e, torcer é fascinante.
Dessa forma, as Olimpíadas representam o momento mais importante. Além da suporte para os atletas, as competições entre países demonstram o reflexo da sociedade internacional.
Assim, as aspirações de cada nação, sua postura internacional, seu desenvolvimento econômico, aparece nesse evento de foram clara.
Por isso, as maiores potências tem também os melhores índices olímpicos. Aos outros países, que enfrentam inúmeros desafios ainda há muito o que se caminhar.
Além da disparidade, temas relevantes ingressam na seara esportiva assirrando as discussões atuais. Isto é: a situação dos refugiados pelo mundo; a igualdade de gênero; doping; reconhecimento de Estados; a crise do Covid, que caminham lado a lado ao grandioso evento.

Breves Reflexões

Os Jogos Olímpicos surgiram na Grécia. no século VIII a C. Enquanto isso, os jogos da era moderna iniciaram no século XIX, em 1896. Dos sacrificios ao skate, das disputas de bigas ao surfe moderno. Não apenas mudanças, mas sim alteração de paradigmas sociais.
A postura dos países bem como a atuação nos jogos é um reflexo do contexto da sociedade vigente. Dessa forma, as cidades gregas precisavam de um momento de trégua num mundo repleto de guerras e conflitos. Em 2021 não é diferente. As Olimpíadas de Tóquio, adiadas por um ano, ainda que com todas as restrições, parece ser uma trégua a grande crise do Covid.
Se na Grécia antiga os estrangeiros, escravos e mulheres eram proibidos de competir, na era moderna ainda há resquícios desses problemas. Apesar disso, os objetivos e parâmetros são diferentes.

Contexto Histórico

Durante as duas Guerras Mundiais três olimpíadas foram canceladas. Posteriormente, em 1972 um grande incidente terrorista assombrou o evento. Durante os Jogos de Munique, um grupo de sequestradores fizeram reféns na vila olímpica. A disputa entre Palestina e Israel resultou na morte de vinte e três pessoas. Certamente, a tragédia ficou marcada e é lembrada em todos as edições.
Somente a partir de 1900 as mulheres passaram a participar dos Jogos. Em seguida, em 1960 os jogos paraolímpicos contemplavam os atletas com deficiência.
Então, o adiamento das Olímpiadas de Tóquio marcam a história contemporânea desse evento.

Jogos Olímpicos – reflexo da sociedade internacional: Tóquio 2020

Embora a maior parte das democracias atuais sigam os princípios de direitos humanos, ainda existem alguns na contramão. Esse é o caso de questões como a igualdade de gênero. Desse modo, a maioria das representações das Olímpiadas de Tóquio se preocupou com o desfile de abertura e divisão igualitária de gênero.
Outro grande tema foi a inclusão de um grupo de atletas refugiados. Anteriormente, em 2016 dez atletas fizeram parte dos Jogos.
Em Tóquio o número passou para vinte e nove. Se há cerca de oitenta milhões de pessoas deslocadas forçadamente no mundo sua representação é significativa o suficiente para a participação em olimpíadas. Por traz do doping de muitos atletas da Rússia uma incógnita que se verifica nas políticas vigentes naquele país. Supostos envenenamentos, espionagem e a tentativa de um grupo forte de atletas por meios ilícitos.
Por isso, que o reflexo é algo notório.

Representação dos países

Por fim, outro ponto importante interessante de se observar é a quantidade de países existentes no mundo. Segundo as Nações Unidas – ONU existem cento e noventa e três países no mundo. No entanto, nos Jogos Olímpicos de Tóquio há duzentos e cinco. Vale lembrar que a Coreia do Norte não está participando do evento.
Assim, quais são os países não reconhecidos pela ONU que estão no evento? Ainda não são reconhecidos oficialmente: – Palestina, ainda sem território delimitado; Aruba ainda não independente dos Países Baixos; Porto Rico, Ilhas Virgens Americanas e Samoa Americana, ligadas aos Estados Unidos; Hong Kong, Taiwan (Ilha Formosa) pertencentes à China; Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Cayman, relacionada ao Reino Unido.

Jogos Olímpicos – reflexo da sociedade internacional: Breves Conclusões

As Olimpíadas são um marco esportivo e também, histórico da sociedade internacional. Assim, nos Jogos Olímpicos de Tóquio adiados por um ano, a ausência de público torna o evento diferente. Não menos importante mas que certamente será lembrado.
Somando-se a essa questão a igualdade de gênero, preocupação com a comunidade LGBTQI, segurança e os inúmeros refugiados pelo mundo também se tornaram preocupação.
Ademais, as aspirações da sociedade internacional se inserem em mudanças de paradigmas, esportes novos, renovação, sustentabilidade.
Mas claro que a supremacia dos países desenvolvidos ainda é incissivo nos resultados e apresentações.

Assinatura Raquel

Leia também:
6 TERRITÓRIOS NÃO INDEPENDENTES A QUEM PERTENCEM;
ISRAEL E PALESTINA: DICOTOMIAS PELO MUNDO;
A ESTRUTURA DA ONU NO CONTEXTO MUNDIAL:

Olá! Para quem ainda não me conhece, eu sou a Raquel. Sou formada em direito e, desde pequena, vivo me mudando. Primeiro, pelo trabalho do meu pai. Nasci numa cidade diferente de toda a minha família. Depois me mudei para São Paulo, onde estudei, me formei em Direito, advoguei, terminei meu mestrado e também me casei. Juntos eu eu o meu marido embarcamos numa grande aventura. Tivemos nossos três filhos e nos mudamos de cidade e país algumas vezes. Lecionando descobri que o Direito fica muito mais interessante quando é compartilhado com pessoas interessadas. Assim, criei esse novo projeto para seguir estudando, pesquisando, compartilhando ideias e leis com vocês!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
Translate »